Os tipos de fezes e os seus significados

Menino ilustrado sentado numa sanita com um banquinho a fazer um fixe para o cão

A forma, o tamanho, a cor e a consistência das fezes dizem muito sobre a sua saúde, mas com que frequência dá conta disso? Se quer compreender melhor os detalhes da sua saúde intestinal este artigo é para si. Nele vai descobrir tudo o que precisa de saber sobre diferentes tipos de fezes, incluindo:

  • De que falamos quando falamos de uma consistência de fezes normal?
  • O que constituiu uma rotina de evacuação saudável?
  • Qual é a cor normal das fezes?
  • Como é que a sua saúde, hidratação e dieta podem afetar as fezes?
  • Qual a forma que as suas fezes devem ter?
  • Como conseguir fezes consideradas normais e saudáveis?
  • Um gráfico do tipo de fezes para imprimir.

Espreite o nosso gráfico sobre tipos de fezes, disponível para download , para ficar a saber como distinguir o seu Tipo 1 do seu Tipo 7 e continue a ler para descobrir o que cada tipo diz sobre a sua saúde, hidratação e dieta. Estes são os 7 tipos de fezes da Escala de Bristol:

  • Tipo 1: Pequenos fragmentos duros.
  • Tipo 2: Em formato de salsicha e com grumos.
  • Tipo 3: Em forma de salsicha, com fissuras.
  • Tipo 4: Em forma de salsicha ou cobra, mas suaves e macias.
  • Tipo 5: Fezes fragmentadas com contornos bem definidos.
  • Tipo 6: Consistência pastosa com bordas irregulares.
  • Tipo 7: Fezes líquidas sem pedaços sólidos

Estamos aqui para o guiar por este terreno (por vezes) difícil. Prepare-se para aprender tudo o que precisa de saber sobre tipos de fezes para que possa cuidar de si e da sua família com facilidade. Continue a ler para descobrir a consistência, a forma, a cor e até o cheiro das fezes considerados normais.

De que falamos quando falamos de uma consistência de fezes normal?

Seja a verificar a fralda do seu filho ou a avaliar as suas fezes, é importante saber qual a consistência normal. Fezes normais indicam um trânsito intestinal saudável, mas de que falamos quando falamos de fezes normais? Em linhas gerais, elas devem ser:

  • Consistentes
  • Textura mole a firme
  • Não fragmentadas

O que constituiu uma rotina de evacuação saudável?

O "normal" é diferente para cada um de nós. Os bebés enchem as fraldas várias vezes por dia, enquanto alguns adultos podem ir a casa de banho apenas uma vez por dia, ou menos! À medida que envelhecemos, algumas pessoas precisam de obrar com menos frequência5, mas devemos sempre ter atenção à nossa rotina. Outros sinais de um bom trânsito intestinal, para além da forma das fezes, incluem:

  • Evacuar regularmente.1
  • Evacuar entre três vezes por dia a três vezes por semana. 

Se notar que você ou alguém ao seu cuidado não vai à casa de banho há algum tempo, é importante procurar aconselhamento médico. Obstipação intestinal e outras doenças podem ser as causas dessa desregulação intestinal.

Um profissional de saúde ajudá-lo-á a encontrar a causa e, com sorte, poderá também obter alguns conselhos para aliviar os sintomas da obstipação intestinal. Para mais conselhos sobre o assunto, também temos algumas dicas sobre como defecar corretamente.

Fezes normais: outros fatores

Até aqui explorámos a frequência e a consistência das fezes, mas que mais pode observar - ou cheirar - para verificar se tem fezes saudáveis? Há três outros indicadores de fezes normais a ter em conta: 

  • Cor: A cor das suas fezes pode dizer-lhe muito sobre elas. As fezes normais devem ser de cor castanha. Alguns alimentos, como a beterraba ou os suplementos de ferro, podem alterá-la, pelo que deve ter em atenção o que comeu ao avaliar a cor.
  • Facilidade de evacuação: Todos nós já passámos por isso, sentindo um pouco de dificuldade ao evacuar. No entanto, isso não é normal. As fezes saudáveis devem ser indolores.
  • Cheiro: Menos agradável, mas essencial, o odor forte é um indicador de fezes saudáveis.

As suas fezes podem sofrer alterações?

Sim! As fezes podem mudar de cor ou de consistência por várias razões, entre elas: 

  • Dieta
  • Medicamentos
  • Doenças (como intoxicação alimentar ou até mesmo por uma simples constipação!)
  • Determinadas condições de saúde

 A forma, o tamanho, a cor, a textura das fezes, bem como a regularidade intestinal são informações essenciais para que possa detetar alterações. Esteja atento e aconselhe aqueles à sua volta a fazer o mesmo. Isso mostra que se preocupa com a saúde deles e ajuda a identificar quaisquer problemas que possam surgir.

Cor de fezes: qual o significado

A cor das suas fezes pode dizer-lhe muito sobre o que está a acontecer no seu corpo. A cor castanha, seja qual for o tom, indica fezes saudáveis.3 Alguns medicamentos e alimentos podem ter um impacto nas diferentes tonalidades das suas fezes, assim como algumas doenças e condições médicas.

Abaixo listamos algumas das cores que podem ocorrer e possíveis causas para o ajudar a decifrar se tem uma cor de fezes normal:

  • Fezes verdes podem ser sinal de que as suas fezes contêm bílis. Muitas vezes isso é um sinal de que a comida está a passar rapidamente pelo intestino - como na diarreia. Outras causas de fezes de cor verde podem estar na sua dieta, por exemplo, vegetais de folha verde e corantes alimentares verdes em gelados ou bebidas.
  • Fezes amarelas podem indicar um excesso de gordura. Isto é particularmente verdade se as fezes cheiram mal e têm uma textura gordurosa. O excesso de gordura pode dever-se a uma má absorção, como acontece a quem sofre de doença celíaca, a problemas de produção de bílis ou de enzimas, devido a doenças do pâncreas. Nestes casos é aconselhável despistar possíveis patologias com exames médicos.
  • Fezes escuras podem ser causadas por cerveja preta, suplementos de ferro ou subsalicilato de bismuto. No entanto, também podem ser sinal de uma hemorragia no estômago ou noutras partes do trato gastrointestinal superior, especialmente se as fezes parecerem borras de café ou alcatrão, se forem pegajosas e se cheirarem mal. Se tiver fezes escuras, deve sempre procurar saber mais junto do seu médico.
  • Fezes vermelhas. A beterraba, a sopa ou sumo de tomate, os frutos vermelhos e os corantes alimentares e gelatinas vermelhas podem ser a razão das fezes com cor avermelhada e tudo deverá voltar ao normal na próxima visita à casa de banho. No entanto, é importante saber que a coloração vermelha também pode ser um sinal da presença de sangue no reto, no intestino grosso ou noutras partes do trato intestinal inferior, possivelmente devido a hemorroidas. Contacte sempre o seu médico se tiver fezes vermelhas ou avermelhadas.
  • Fezes brancas. Se as suas fezes forem brancas, cor de barro, cinzentas ou muito claras, isso pode indicar a diminuição de sais biliares nas fezes, que pode ser causada por uma obstrução das vias biliares ou por problemas da vesícula biliar ou do fígado. No entanto, pode também dever-se à toma de grandes quantidades de medicamentos antidiarreicos ou que contenham subsalicilato de bismuto. Fale com o seu médico de família para descobrir a causa. 1,2,3

Se reconhecer algum dos problemas de fezes mencionados acima e não parecer estar relacionado com a alimentação, é urgente consultar um especialista de saúde, uma vez que estes sintomas podem indicar problemas de saúde graves que requerem atenção imediata.

Sabia que? Não só a cor das fezes revela informações sobre a sua saúde. A cor da sua urina também pode dar-lhe uma indicação do que se passa no seu corpo.  

Diferentes formatos de cocó

A Escala de Fezes de Bristol categoriza os diferentes tipos de fezes em sete grupos:

  • Tipo 1: Pequenos fragmentos duros. Este formato de fezes é frequentemente descrito como cocó de coelho. São geralmente difíceis de evacuar. Se as suas fezes são assim, é provável que sofra de uma obstipação grave. Aligeire a situação bebendo mais água e pondere consultar o seu médico.
  • Tipo 2: Em formato de salsicha e com grumos. Um pouco como um cacho de uvas, o segundo tipo na escala de fezes é composto de grumos de cocó. Isso pode indicar uma leve obstipação. Mantenha-se hidratado e deverá sentir melhorias.
  • Tipo 3: Em forma de salsicha, com fissuras. A terceira categoria de fezes é mais unificada do que o tipo dois da escala, um pouco como uma espiga de milho. As fissuras à superfície indicam que o seu cocó está provavelmente saudável.
  • Tipo 4: Em forma de salsicha ou cobra, mas suaves e macias. Imagine um cachorro-quente ou uma cobra comprida e saberá como é o quarto tipo de cocó. Esta consistência de fezes é considerada normal e irá facilitar a evacuação.
  • Tipo 5: Fezes fragmentadas com contornos bem definidos. Um pouco como pepitas, estes pedaços individuais de cocó passam facilmente quando evacua. No entanto, se as suas fezes se assemelharem a este tipo, poderá estar com falta de fibra. Mais frutas, vegetais, grãos integrais e cereais podem ajudar.
  • Tipo 6: Consistência pastosa com bordas irregulares. Diz-se que estes tipos de fezes se assemelham a uma papa com pedaços macios e indica uma diarreia ligeira. Mantenha-se hidratado e pense em consultar um clínico geral se estiver na dúvida sobre a sua saúde.
  • Tipo 7: Fezes líquidas sem pedaços sólidos. Por vezes este cocó totalmente líquido é comparado a molho. Este é o formato do cocó que nos faz defecar mais rapidamente e usualmente indica diarreia grave. Entre em contato com o seu médico assim que puder e mantenha-se hidratado.

Como em qualquer questão relacionada com a sua saúde, se não tiver a certeza sobre a cor das fezes ou se estiver preocupado, marque uma consulta com um médico.

Melhore a higiene e o conforto dos seus familiares ou colegas de casa, escolhendo papel higiénico que una força e suavidade, como o papel higiénico húmido de Colhogar. Especialmente concebido para peles sensíveis, o Papel Higénico Húmido Aloe é descartável, suave e promove uma higiene completa.

Como conseguir fezes saudáveis 

Às vezes (no caso de uma doença, por exemplo), o nosso tipo de cocó está fora do controlo. Mas existem algumas coisas que pode fazer para ajudar a melhorar o seu tipo de fezes, se tudo o resto estiver saudável. Melhore as fezes com estas dicas:

  • Beba seis a oito copos de água por dia.
  • Coma bastante fibra: frutas, vegetais, pão integral e cereais ao pequeno-almoço.
  • Faça exercício regularmente.
  • Vá à casa de banho assim que tiver vontade.
  • Aumente as suas bactérias boas, quer através de iogurtes e bebidas probióticas, quer através de suplementos probióticos — estes podem ajudar a obstipação e a diarreia infeciosa.1,4

Hidratação, exercício e fibra podem ajudar a evacuar, mas o cuidado não termina aí. Com tudo o que acontece lá em baixo, o mínimo que todos podemos fazer é usar um papel higiénico macio e confortável como Colhogar Just-1, para tornar cada viagem à casa de banho o mais confortável possível. Para essa sensação de limpeza absoluta, utilize ainda o papel higiénico Húmido Aloe.

Para além da escolha dos produtos certos, promova uma limpeza completa e ensine os mais novos a melhor forma de se limparem, para garantir que todos estão não só limpos e higiénicos, mas também saudáveis e confortáveis!

O "normal" é subjetivo e todas as pessoas são diferentes. Ainda assim, é bom lembrar que existem alguns indicadores-chave que ajudam a avaliar a cor, a frequência e a forma das fezes "normais". Consulta a nossa tabela com os tipos de fezes para ter a certeza e claro, como em tudo o que diz respeito à saúde, se tiver dúvidas ou estiver preocupado com as suas fezes, marque uma consulta com o seu médico.

Referências:

1 Are Your Bowels Moving? 

2 5 Things Your Poop Can Tell About Your Health 

3 The Scoop on Poop: What Does Your Poop Say About Your Health?, Penn Medicine

4 ‘Poo corner’, Great Ormond Stress Hospital, NHS Foundation Trust 

5 Healthy Aging: Bowel Habits & Aging, MUSC Health

 


Este artigo foi-lhe útil?Obrigado pelo seu comentário!
ou
Tem alguma pergunta? Contacte-nos