PDF

Tipos de alergias: um guia essencial para entender o pólen

Irmão e irmã a brincarem num campo repleto de dentes-de-leão cercados por pólen
Colhogar Suavísimo Lenços

Tem comichão nos olhos na primavera? Ou os espirros começam no verão? A altura em que surgem os seus sintomas de rinite alérgica está relacionada com o tipo de pólen ao qual você é alérgico. Descubra tudo o que sempre quis saber sobre os tipos de pólen que podem estar a provocar as suas alergias.

O que é o pólen: três estirpes

O pólen pode dividir-se em três categorias:

  • Árvore
  • Relva
  • Plantas

Cada um destes tipos de pólen pode originar certos tipos de alergias ao longo do ano.

independentemente do tipo de pólen que o faz espirrar, o seu melhor amigo serão lenços suaves, como Colhogar Suavísimo. Vão aliviá-lo, onde quer que esteja e seja o que for que estiver a fazer.

Tipos de pólen das árvores

Se a sua rinite o faz sofrer no início do ano, é provável que a sua alergia seja ao pólen da árvore. Este tipo começa na primavera, mas, ao contrário dos ovos da Páscoa, não é um sinal positivo de que dias mais quentes se avizinham! Os três tipos de pólen incluem:

  • Bétula. A sua época de floração decorre de março a maio, com um pico em maio. É a principal responsável pela febre dos fenos provocada por pólen das árvores. Aproximadamente 25% dos pacientes com rinite alérgica são alérgicos à bétula.
  • Amieiro. Pertence à mesma família da bétula. Pode começar a florescer logo em janeiro. A floração pode durar até abril, atingindo o pico em março. O pólen da bétula pode interagir com o desta árvore. Diversão a dobrar.
  • Aveleira. Idem! Exceto que o pólen da aveleira atinge o nível máximo em fevereiro (que prenda deliciosa para o Dia dos Namorados!)
  • Teixo. A época do teixo vai do final de janeiro ao fim de abril. O pico da polinização ocorre no final de fevereiro início de março.
  • Olmo. Esta árvore tende a florescer de fevereiro ao início de abril e atinge o nível máximo no início de março.
  • Salgueiro. A polinização do salgueiro acontece entre o final de janeiro e início de abril. Março é o pior mês.
  • Freixo. Ao longo de fevereiro, março e abril, é o freixo que potencia a alergia ao pólen (especialmente em março).
  • Choupo. O bom e velho choupo tem a menor época de polinização, de meados de março até abril. O pico também é bem curto, reservado apenas ao final de março.
  • Carvalho. A época do pólen vai do final de março ao início de junho, com o nível máximo a acontecer no fim de abril.
  • Pinheiro. Quando maio chega, não podemos esperar apenas o Dia do Trabalhador – nesta altura chega também o pico da polinização do pinheiro. Esta dura de abril a junho.
  • Limeira. A limeira chega atrasada para a festa do pólen, com pico em junho e polinização até fim de julho.
  • Plátano. Os plátanos são lindíssimos, não são? Durante o final de abril, quando a polinização atinge o nível máximo, a beleza fica menor… Esta árvore liberta pólen entre meados de março e fim de junho.

da próxima vez que fizer um piquenique num jardim ou parque, lembre-se de levar um pacote de lenços. Aconselhamos os Colhogar Suavísimo devido ao equilíbrio entre suavidade e resistência. São perfeitos para assoar ou para limpar as mãos no final do banquete!

Pólen da relva

Quando nos aproximamos do verão, o pólen da relva ultrapassa o pólen das árvores como principal agressor. Os níveis desta estirpe são mais elevados entre maio e julho, embora a época dure de final de abril ao início de setembro. Uma percentagem esmagadora de 90% dos pacientes com alergia ao pólen é afectada pelo pólen da relva.

Tipos de pólen das plantas

Os pólenes das plantas são os últimos a serem libertados. São mais comuns nos meses de verão, julho e agosto. Porém, podem surgir logo na primavera e durar até ao final do outono. Quando o problema são alergias a plantas e aos seus pólenes, estas são as espécies prejudiciais:

  • Colza. Esta planta liberta pólen do início de abril a junho. O pico acontece em maio.
  • Azeda. A polinização ocorre entre final de maio e início de agosto, com o nível máximo a acontecer no fim de junho.
  • Urtiga. Julho é o mês principal da urtiga, mas pode durar do final de abril ao início de setembro.
  • Plantago. A sua época é entre abril e agosto, com maior polinização em junho.
  • Artemísia. A artemísia pode ser problemática entre o fim de junho e o final de agosto embora o pico aconteça entre o fim de julho e meados de agosto (mesmo a tempo das férias de verão dos mais pequenos).

Da próxima vez que estiver a questionar-se sobre que tipo de alergias existem, pode agora identificar mais facilmente o que está na sua origem. Ao conhecer os diferentes tipos de pólen, pode também entender melhor a sua alergia. E, afinal de contas, conhecimento é poder.


Este artigo foi-lhe útil?Obrigado pelo seu comentário!
ou
Tem alguma pergunta? Contacte-nos