Desmistificar a gripe masculina com 3 argumentos

Homem deitado no sofá com gripe enquanto segura lenços de papel
Colhogar Suavísimo Lenços

Um homem desmaia, a sentir-se mal e a exclamar que está a sofrer a sério. Ouve-se rapidamente a frase: “ele está com gripe masculina!”. Embora esse comentário seja engraçado e a gripe nos homens seja vulgarmente vista como tão preocupante quanto a gripe das mulheres, há um debate constante. Então, como sabemos se a gripe masculina existe realmente? E qual é então a definição de gripe nos homens? Aqui, investigaremos a pesquisa e destacaremos alguns dos principais sintomas da gripe masculina.

O que é a gripe masculina?

Em traços gerais, a gripe masculina é igual à gripe de todas as outras pessoas! Os sintomas da gripe nos homens aparecem da mesma forma nas restantes pessoas. No entanto, costuma-se dizer que os sintomas da gripe masculina são muito piores que a "gripe normal" — e esse é um dos principais argumentos para um rótulo diferente. Aqui estão alguns dos sintomas mais comuns:

  • Dor de cabeça.
  • Dor de garganta.
  • Congestão nasal.
  • Dores musculares.
  • Fadiga.
  • Febre.
  • Arrepios e suores.

Quando estiver a sofrer de gripe masculina ou se tiver um homem doente na família, tenha sempre à mão um pacote de lenços Colhogar Suavísimo. São super resistentes para ajudar a impedir a propagação de germes, mas também são suaves para a pele.

Os debates sobre 'gripe masculina' são geralmente tidos de ânimo leve — o Dicionário Oxford Learner’s define-a como: “uma constipação ou doença ligeira similar que um homem apanha e trata como se fosse gripe ou algo mais sério”.

Mas há uma investigação académica do Canadá que justifica três dos principais argumentos em torno da gripe nos homens:

1. Os homens sofrem mais com gripe

Embora não se possa argumentar de forma categórica que os sintomas da gripe nos homens são, no geral, piores, existem provas que sugerem que quando a gripe é grave, é pior para os homens. Um estudo académico realizado no Canadá, publicado no BMJ (British Medical Journal), analisou hospitalizações e mortes causadas por gripe em homens versus gripe em mulheres e descobriu que a taxa era mais alta.

2. Os homens são mais suscetíveis à gripe

Estudos em tubos de ensaio analisaram células infetadas com gripe e descobriram que o estrogénio (hormona feminina) garante melhor proteção para as mulheres. A conclusão? O sistema imunitário dos homens não é tão forte e, por isso, isso apoia o argumento de que os homens são mais suscetíveis à gripe. Esta pode também ser uma das razões pelas quais alguns homens reclamam que os seus sintomas são piores, o que justifica que também gastem mais lenços de papel.

3. Os homens demoram mais a recuperar da gripe

Faz parte da ala que acredita que os homens demoram mais para recuperar da gripe e que isso é a prova de que a gripe masculina existe realmente? Bem, apostamos que vai ficar feliz em saber que uma revista semanal masculina no Reino Unido descobriu que os homens relataram demorar quase o dobro do tempo das mulheres para recuperar da doença. Sim, os homens doentes com gripe padecem desta condição durante mais tempo.

Embora a questão de saber se a gripe masculina existe não tenha sido respondida de forma conclusiva, a pesquisa inicial indica que pode haver provas que apoiem estas alegações. Podemos esperar novos estudos para a confirmação, mas, para já, resta-nos guardar um pouco de simpatia para todos os adoentados, homens ou mulheres!


Este artigo foi-lhe útil?Obrigado pelo seu comentário!
ou
Tem alguma pergunta? Contacte-nos